Arte na educação de adolescentes autores de atos infracionais / Art in education of teenagers authors of infringement acts

Authors

  • Paulo Cesar Duarte Paes

DOI:

https://doi.org/10.34117/bjdv5n11-360

Keywords:

Arte-educação, Sistema Socioeducativo, Mediação.

Abstract

As Unidades Educacionas de Internação (UNEIS), em Campo Grande, MS, mantêm aproximadamente 130 adolescentes internos (presos) que cometeram atos infracionais considerados graves. Em todo o Brasil são 27 mil adolescentes, num único dia pesquisado (SDH, 2014). As atividades de artes visuais, formais ou informais, fazem parte da grande maioria das propostas pedagógicas das Unidades de internação, mas faltam estudos que fundamentem, orientem a prática e identifiquem aspectos relevantes da arte na socioeducação. O presente artigo tem como objetivo analizar teoricamente o potencial de sociabilização da arte junto aos adolescentes, compondo parte de um estudo mais amplo sobre arte-educação para adolescentes que cometeram atos infracionais, fundamentado na abordagem Histórico-Cultural. Utilizamos as obras de Vigotski, Leontiev e Templov, mais especificamente o conceito de “atividade humana”, como fundamento para compreender aspectos relevantes da arte no desenvolvimento e sociabilidade destes adolescentes. A atividade artística proporciona uma grande variedade de processos de socialização e contribue, significativamente, para que o adolescente se compreenda melhor e interaja de forma mais saudável com a sociedade a sua volta. A arte possibilita que o adolescente expresse sua subjetividade, que permanece camuflada nas formas tradicionais de ensino. Suas obras artísticas causam um retorno de sentimentos e observações do público e da sociedade em geral, contribuindo para romper com a exclusão e a marginalidade.

References

BARBOSA, Ana Mae. Tópicos utópicos. Belo Horizonte. Ed. Arte. 1998.

DUARTE JR, Francisco. Fundamentos estéticos da educação. Campinas. Papirus. 1981.

______. Porque arte-educação. Campinas. Papirus. 1985.

FERRAZ, Maria Heloisa C. e FUSARI, Maria F. de Resende. Metodologia do ensino de arte. São Paulo. Cortez. 1991.

LEONTIEV, Alexis. O desenvolvimento do psiquismo. Lisboa. Horizonte. 1978.

PAES, Paulo Cesar Duarte. Arte-educação nas unidades socioeducativas. In PAES, Paulo Cesar Duarte (org). Formação continuada de socioeducadores. Campo Grande. UFMS. 2008.

______. Imaginação, arte e socioeducação. Porto de Galinhas. CONFAEB. 2013.

SDH, Secretaria de Direitos Humanos. Levantamento anual do Sistema Socioeducativo. Brasília. SDH. 2014.

TEMPLOV, L. R. Aspectos psicológicos da educação artística. Lisboa. Estampa. 1985.

VIGOTSKI. L. S. Psicologia da arte. São Paulo. Martins Fontes, 1999.

______. A construção do pensamento e da linguagem. São Paulo. Martins Fontes. 2000

______. Teoria e método em psicologia. Tradução Cláudia Berliner). São Paulo. Martins Fontes. Martins Fontes. 2004.

______. Psicologia Pedagógica. São Paulo. Martins Fontes, 2010.

VYGOTSKI. Obras escogidas (Volumes III). Madrid. Centro de Publicaciones del M.E.C. / Visor Distribuciones, 1995.

VYGOTSKY L. S. e LURIA A. R. Estudos sobre a história do comportamento: o macaco, o primitivo e a criança. Porto Alegre. Artes Médicas, 1996.

Published

2019-11-29

How to Cite

Duarte Paes, P. C. (2019). Arte na educação de adolescentes autores de atos infracionais / Art in education of teenagers authors of infringement acts. Brazilian Journal of Development, 5(11), 27613–27622. https://doi.org/10.34117/bjdv5n11-360

Issue

Section

Original Papers