Diagnóstico da cegueira botânica entre discentes e docentes do campus Olezio Galotti – UniFOA/ Diagnosis of plant blindness among students and teachers of the Olezio Galotti campus – UniFOA

Authors

  • Marcela Cristina de Castro Silva
  • Ana Carolina Dornelas Rodrigues Rocha
  • Rodrigo Rocha Barbosa

DOI:

https://doi.org/10.34117/bjdv8n4-172

Keywords:

identificação, vegetação, conhecimentos botânicos, conscientização.

Abstract

Desde o princípio da agricultura até a urbanização contemporânea, o ser humano foi perdendo o contato cotidiano que tinha com as plantas. A perda dessa proximidade com o Reino Vegetal, atrelado a outros fatores históricos, culturais,  educacionais, biológicos e sociais,  foi responsável pelo surgimento do fenômeno chamado Cegueira Botânica, definido pela incapacidade de perceber as plantas ao redor, e pode trazer prejuízos para a vida em geral. Dessa forma, o presente trabalho tem como objetivo realizar o diagnóstico do fenômeno, bem como verificar sua taxa de incidência, nos corpos discentes e docentes dos cursos de Graduação do campus Olezio Galotti do UniFOA. Para o referido diagnóstico, foram elaborados questionários, aplicados de forma virtual, cujas respostas demonstraram que uma pequena fração dos participantes apresentam sintomas desse fenômeno; contudo, essa taxa já se faz suficiente para alertar sobre a necessidade de mudança frente ao cenário atual de desastres ambientais, que pode ser conseguido a partir da conscientização das pessoas sobre a importância das plantas ao seu redor.

References

BBC. O que é 'cegueira vegetal' e por que ela é vista como ameaça ao meio ambiente. G1, 4 ago. 2019. Natureza. Disponível em: <https://g1.globo.com/natureza/noticia/2019/08/04/o-que-e-cegueira-vegetal-e-por-que-ela-e-vista-como-ameaca-ao-meio-ambiente.ghtml>. Acesso em: 20 nov. 2019.

BOECHAT, Lorena; MADAIL, Rafael. O uso do QR Code como recurso pedagógico no ensino de Botânica Morfológica. Revista Eletrônica Sala de Aula em Foco, v. 8, n. 1, p. 50-57, jun. 2019.

COSTA, Emanuelle Almeida da et al. Percepção de professores sobre a disciplina Botânica Geral no ensino superior alagoano. Revista Insignare Scientia, Chapecó, v. 2, n. 4, p. 278-296, set/dez. 2019.

FREEPIK. Girafa em paisagem. [2019]. Fotografia. Disponível em: <https://br.freepik.com/fotos-premium/girafa-na-savana_5331115.htm>. Acesso em 29 nov. 2019.

FREEPIK. Musgo e inseto sob o sol. [2017 ou 2018]. Fotografia. Disponível em: <https://br.freepik.com/fotos-premium/musgo-e-inseto-sob-o-solbrilhar_2271320.htm>. Acesso em: 11 nov. 2019.

KATON, Geisly; TOWATA, Naomi. Por que a botânica é tão chata? In: Botânica no Inverno, 6., 2016, São Paulo. VI Botânica no Inverno. São Paulo: [s.n.], 2016. P. 86-91.

MAIA, Gustavo. Cegueira botânica e os riscos de não “enxergarmos” quem nos sustenta. Live. [S.l.; s.n.], 2020. Disponível em: <https://wp.ufpel.edu.br/lacev/2020/04/17/lacev-na-pandemia-de-covid-19/>. Acesso em: 20 mar. 2020.

NEVES, Amanda; BÜNDCHEN, Márcia; LISBOA, Cassiano. Cegueira botânica: é possível superá-la a partir da Educação?. Ciência & Educação, Bauru, v. 25, n. 3, p. 745-762, jul/set. 2019.

OLIVEIRA, Kethelin; LIESENFELD, Marcus. Percebendo efeitos da Cegueira Botânica entre professores de ensino fundamental e médio na Amazônia Ocidental, Brasil. Educação Ambiental em Ação, Novo Hamburgo, v. 18, n. 70, p. 1-13, mar-maio 2020.

PINTO, Andressa Vial. Importância das aulas práticas na disciplina de botânica. 2009. 14 f. Monografia (Trabalho de Conclusão de Curso) - Faculdade Assis Gurgacz, 2009.

SALATINO, Antonio; BUCKERIDGE, Marcos. "Mas de que te serve saber botânica?". Estudos avançados, São Paulo, v. 30, n. 87, p. 177-196, mai/ago. 2016.

SANTOS, Anderson. Como aprender com o ritmo da natureza?. Live. São Paulo: [s.n.], 2020. (59 minutos). Publicado no perfil @escoladebotanica. Disponível em: <https://www.instagram.com/tv/CKCzviJhUML/>. Acesso em: 26 jan. 2021.

URSI, Suzana. Cegueira Botânica: um obstáculo à aprendizagem. [S.l.: s.n.]: 2017. 3 p. Disponível em: <https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/3101035/mod_folder/content/0/texto%20-%20cegueira%20botanica%202017.pdf?forcedownload=1#:~:text=As%20principais%20causas%20para%20isso,unificados%20de%20Biologia%2C%20ao%20inv%C3%A9s>. Acesso em: 28 jan. 2021.

VIEIRA, Maria Lúcia Carneiro. Transgenia e edição de genes: benefícios para a agricultura. In: 70º Congresso Nacional de Botânica/ 36ª Reunião Nordestina de Botânica, 1. ed. , Maceió, AL. Anais. Sociedade Botânica do Brasil/ Universidade Federal do Alagoas, p. 63, 2019.

WALLHERE. Esquilo e fungo. 27 fev. 2017. Fotografia. Disponível em: <https://wallhere.com/pt/wallpaper/97833>. Acesso em: 11 nov. 2019.

WANDERSEE, James; SCHUSSLER, Elisabeth. Preventing Plant Blindness. The American BiologyTeacher, Oakland, v. 61, n. 2, p. 84-86, fev.1999.

WANDERSEE, James; SCHUSSLER, Elisabeth. Toward a Theory of Plant Blindness. The Botanical Society of America Plant Science Bulletin, Columbus, v. 47, n. 1, p. 2-9, mar/jun. 2001

Published

2022-04-10

How to Cite

Silva, M. C. de C., Rocha, A. C. D. R., & Barbosa, R. R. (2022). Diagnóstico da cegueira botânica entre discentes e docentes do campus Olezio Galotti – UniFOA/ Diagnosis of plant blindness among students and teachers of the Olezio Galotti campus – UniFOA. Brazilian Journal of Development, 8(4), 25231–25240. https://doi.org/10.34117/bjdv8n4-172

Issue

Section

Original Papers