Mitomaníaco: como lidar com crianças que mentem o tempo todo / Mythomaniacs: How to Deal with Children Who Lie All the Time

Authors

  • Fabiano de Abreu Rodrigues

DOI:

https://doi.org/10.34117/bjdv8n1-145

Keywords:

Mentira, Compulsivos, Neurotransmissores, Córtex.

Abstract

Mentir é uma ação desenvolvida com o processo evolutivo cerebral do ser humano, deixando evidente que além da realidade em que vivemos, existe um mundo inacessível em todos nós. Este é utilizado quando existe uma necessidade de alcançar algum objetivo, como se ativado o modo de sobrevivência quando a região primitiva é acionada com medo de sentir as punições e/ou enfrentar as consequências das ações realizadas. Porém o ato de mentir demasiadamente faz com que forcemos o nosso cérebro a trabalhar de maneira inadequada, criando um ciclo vicioso devido sensação de recompensa liberada pelo neurotransmissor dopamina. Essa compulsividade altera significadamente a forma de nosso cérebro trabalhar e pode chegar num ponto onde a criança não consegue mais dizer a verdade e posteriormente, torna-se um adulto estrategista e frio, desencadeando desde cedo ansiedade, depressão e negatividade perante a própria vida. Tal acontece, pois, as sinapses são alteradas na região do córtex pré-frontal, criando essas anormalidades, precisando ser tratadas.

References

Adrados, isabel. Estudo de casos: a mentira na criança. Arq. Bras. Psic. Apl. Rio de janeiro, v. 22, n. 01, p. 41-47, jan./mar, 1970.

Beck, judith s. Terapia cognitivo-comportamental: teoria e prática. Tradução de sandra mallamann da rosa. Revisão técnica de paulo knapp e elisaberth meyer. 2º ed. Porto alegre: artmed, 2013.

Claro, andré luis. Um vício chamado mentira: ensaio psicológico sobre o mitômano e as causas e as consequências da compulsão por mentir em seu cotidiano. Revista da universidade vale do rio verde, três corações, v. 12, n. 1, p. 168-178, jan./jul. 2014.

Ekman, paul. Telling lies. New york: w.w. norton & company, 1985.

Faria, leonardo, (2015). Quando o cérebro quer enganar. Disponível em;_acesso em: 09/01/2021.

Quinta, nicolau chaud de castro; coelho, cristiano. Contando e detectando mentiras: efeito do feedback sobre o desempenho. Psicologia: teoria e pesquisa, vol. 25, n. 01, p. 137-145, jan-mar, 2009.

Teixeira, sabrina pereira de araújo; calou, antonio leonardo figueiredo; fernandes, rivalina maria macêdo. A mentira como um hábito disfuncional: um estudo sobre a terapia cognitivo-comportamental no tratamento da mitomania. Id on line rev.mult. Psic., outubro/2019, vol.13, n.47, p. 966-980. Issn: 1981-1179.

Published

2022-01-10

How to Cite

Rodrigues, F. de A. (2022). Mitomaníaco: como lidar com crianças que mentem o tempo todo / Mythomaniacs: How to Deal with Children Who Lie All the Time. Brazilian Journal of Development, 8(1), 2249–2258. https://doi.org/10.34117/bjdv8n1-145

Issue

Section

Original Papers