Línguas em uso: o perfil linguístico de um sujeito bilíngue/multilíngue / Languages in use: the linguistic profile of a bilingual / multilingual subject

Authors

  • Rosângela Medeiros da Luz
  • Suelene Vaz da Silva

DOI:

https://doi.org/10.34117/bjdv6n8-670

Keywords:

Bilinguismo, Perfil, Sujeito bilíngue

Abstract

O objetivo deste artigo é analisar o perfil linguístico de um sujeito bilíngue falante de quatro línguas (L1 - alemão L2 - inglês, L3 - francês e L4 - português) a partir de teorias sobre bilinguismo (BAKER, 2006; BUTLER; HAKUTA, 2006; GROJEAN, 2010; MELLO, 2010; GARCÍA, 2009) e, a partir desse perfil, compreender as relações de uso das quatro línguas com o sujeito bilíngue. Este estudo de caso analisou os dados gerados de relato da experiência de aprendizagem de línguas do participante, um questionário semiaberto, entrevista semiestruturada e notas de campo da pesquisadora. As análises focaram no processo de aprendizagem das línguas, na categorização de bilinguismo sob os aspectos de idade, permanência no local onde essas línguas são usadas, modos de aprendizagem das línguas em questão, contextos sociais de uso para cada uma das línguas e percepção sobre o nível de proficiência nas línguas, declarado pelo próprio participante. Como resultado, este estudo aponta que para o participante o contexto formal de ensino parece ser mais significativo no processo de aprendizagem de línguas do que interações em ambientes não formais, embora esses espaços de aprendizagem mostraram-se mais relevantes na construção da relação da afetividade entre a línguas e o sujeito bilíngue. A L1 e a L4 são as línguas usadas de forma mais ampla nos contextos de interação sociais. O perfil bilíngue do participante é híbrido, perpassando por todas essas línguas, entretanto as características primordiais desse perfil ancoram-se na sua L1.

References

BAKER, C. Bilingualism: definitions and distinctions. In: BAKER, C. Foundations of bilingual education and bilingualism. Clevedon, UK: Multilingual Matters Ltd, 2006. p. 2-19.

BLOOMFIELD, L. Language. New York: Henry Holt. 1933.

BOGDAN, R.; BIKLEN, S. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto: Porto Editora, 1994.

BUTLER, Y.; HAKUTA, K. Bilingualism and Second Language Acquisition. In: BHATIA, T. K.; RITCHIE, W. (Eds.). The handbook of bilingualism. New York, Blackwell, 2006. p. 114-144.

FLORES, C.; MELO-PFEIFER, S. O conceito “Língua de Herança” na perspetiva da linguística e da didática de línguas: considerações pluridisciplinares em torno do perfil linguístico das crianças luso descendentes na Alemanha. Domínios da Lingu@gem, v. 8 n. 3, p. 16-45, 2014. Disponível em: http://repositorium.sdum.uminho.pt/bitstream/1822/30450/1/Flores_Melo-Pfeifer.2014-libre.pdf. Acesso em: 26 jun. 2020.

FINGER, I.; FLORES, V. M. Proposta de questionário de histórico de linguagem e autoavaliação de proficiência para professores ouvintes bilíngues libras/língua portuguesa. SIGNUM: Estud. Ling., Londrina, n. 17/2, p. 278-301, dez. 2014.

GARCÍA, O. Bilingual education in the 21st century: a global perspective. Hong Kong: Wiley-Blackwell, 2009.

GROSJEAN, F. Individual bilingualism. In: The encyclopedia of language and linguistics. Oxford: Pergamon Press, 1994, p. 1656-1600. Trad. Heloísa Augusta Brito de Mello. Revista UFG, ano X, n. 5, dez/2008, Goiânia. p. 163-176

GROSJEAN, F. Bilingual: Life and Reality Cambridge: Harvard University Press, 2010

LÜDKE, M.; ANDRÉ, M. E. D. A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986

MACKEY, W. The Description of Bilingualism. In: Li Wei, The bilingualism

reader. London; New York: Routledge, 2000.

MACNAMARA, J. Bilingualism and primary education. Edinburgh, UK:

Edinburgh University Press, 1966.

MYERS-SCOTTON, C. Who is a bilingual? What factors promote bilingualism? In: MYERS-SCOTTON, C. Multiple voices: an introduction to bilingualism. Malden, MA: Blackwell, 2006, p. 35-66.

MELLO, H. A. B. Educação bilíngue: uma breve discussão. Horizontes de Linguística Aplicada, v. 9, n.1, p. 118-140, 2010.

OLIVEIRA, G. M. (Org.). Declaração Universal dos Direitos Lingüísticos: novas perspectivas em política lingüística. Campinas: Mercado de Letras. Florianópolis: IPOL, 2003.

VALDÉS, G.; FIGUEROA, R. A. Bilingualism and testing: a special case of bias. Norwood: Ablex Publishing, 1994.

ZIMMER, M.; FINGER, I.; SCHERER, L. Do bilingüismo ao multilingüismo: intersecções entre a psicolingüística e a neurolingüística. ReVEL, v. 6, n. 11, ago., 2008.

Published

2020-08-31

How to Cite

Luz, R. M. da, & Silva, S. V. da. (2020). Línguas em uso: o perfil linguístico de um sujeito bilíngue/multilíngue / Languages in use: the linguistic profile of a bilingual / multilingual subject. Brazilian Journal of Development, 6(8), 63268–63243. https://doi.org/10.34117/bjdv6n8-670

Issue

Section

Original Papers