Análise de parâmetros eletromiográficos em diferentes modalidades esportivas durante a exaustão e após recuperação passiva da fadiga muscular aguda1 / Analysis of electromyographic parameters in different sports during exhaustion and after passive recovery from acute muscle fatigue

Authors

  • Andressa da Silva Brito
  • Carlos Alberto Eloy Tavares
  • Luciana Venhofen Martinelli Tavares
  • Bruno Rutkawskas Aleixo da Silva
  • Fasíla de Nazaré Lobato Pinheiro

DOI:

https://doi.org/10.34117/bjdv6n8-668

Keywords:

Fadiga muscular, Recuperação, Eletromiografia.

Abstract

Introdução: A fadiga muscular aguda (FMA) pode ser definida como uma condição em que a musculatura esquelética apresenta-se incapaz de manter ou produzir uma força esperada. Algumas manifestações clínicas da FMA estão sendo diretamente associadas ao exercício físico. Podendo ocorrer uma diminuição do desempenho e da tolerância ao esforço, sendo necessário o afastamento dos atletas de suas atividades. Existem inúmeros métodos de recuperação, entre elas a recuperação passiva se destacou entre os treinadores e fisioterapeutas. Para avaliar a exaustão e recuperação da atividade muscular a eletromiografia se tornou um método de avaliação fidedigno. Objetivo: Analisar o processo de exaustão e a recuperação da fadiga muscular após a recuperação passiva em atletas de diferentes modalidades esportivas por meio de parâmetros eletromiográficos. População e métodos: estudo experimental de delineamento longitudinal, desenvolvida na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Participaram 27 atletas, com idade entre 18 e 25 anos. Aplicou- se um protocolo experimental com teste exaustão e recuperação passiva. Resultados: os valores de RMS e Fmed demostraram diferença significativa na comparação dos momentos dentro dos grupos e não representou diferença estatística na comparação entre os grupos no momento e momentos, refletindo assim semelhanças no comportamento geral do músculo durante o protocolo de exaustão. A recuperação passiva demostrou-se pouco efetiva para duas das três modalidades avaliadas. Conclusão: a eletromiografia é extremamente eficaz na identificação da fadiga muscular e para representação da recuperação da mesma. A fisioterapia deve utilizar cada vez mais este instrumento tanto na pesquisa quanto na prática clínica.

 

References

Santos, E, Blanco, J. Fisiologia da fadiga muscular: quebrando paradigmas. Educação Física em Revista, 2009. Disponível em:< bdtd.ucb.br>.

Gomes, W, A. Lopes, C, R. Marchetti, P, H. Fadiga central e periférica: uma breve revisão sobre os efeitos locais e não locais no sistema neuromuscular. Revista CPAQV – Centro de Pesquisas Avançadas em Qualidade de Vida | Vol.8| Nº. 1 | Ano 2016| p. 14.

Froio, J, L. Campos, F, G, L. Pucci, R, L, A. Pedroni, C, R. Efeito agudo do laser de baixa potência na fadiga do bíceps braquial de atletas de voleibol. Rev Bras Med Esporte vol.23 no.6 São Paulo Nov./Dec. 2017.

Bertuzzi, R, C, M. Franchini, E. Kiss, M, A, P, M. Fadiga muscular aguda: uma breve revisão dos sistemas fisiológicos e suas possíveis relações. Motriz, Rio Claro, v.10, n.1, p.45- 54, jan./abr. 2004

Ascensão, A. Magalhães, J. Oliveira, J. Duarte, J. Soares, J. Fisiologia da fadiga muscular. Delimitação conceptual, modelos de estudo e mecanismos de fadiga de origem central e periférica. Revista Portuguesa de Ciências do Desporto, 2003, vol. 3, nº 1 [108–123].

Delliaux, S. Brerro-saby C, S. Teinberg, J, G. Jammes, Y. Reactive oxygen species activate the group IV muscle afferents in resting and exercising muscle in rats. Pflugers Arch. 2009 Nov;459(1):143-50. doi: 10.1007/s00424-009-0713-8. Epub 2009, Aug 23.

Daameche, H, R, T S. Ipolito, M, Z. Indicadores de lesão e inflamação muscular em atletas

-revisão integrativa da literatura. Rev. Educ. Saúde 2018; 6 (1) ISSN: 2358-9868.

Fachineto, S. Erlo, T, L. Martins, K, I. Efeitos da recuperação ativa, passiva e da crioterapia sobre a remoção de lactato sanguíneo em atletas de futsal feminino. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício, São Paulo. v.11. n.70. Suplementar 1. p.784-790. Jan./Dez. 2017. ISSN 1981-9900.

Noda, D, K, G. Marchetti, P, H. Junior, G, B, V. A eletromiografia de superfície em estudos relativos à produção de força. Revista CPAQV – Centro de Pesquisas Avançadas em Qualidade de Vida | Vol. 6 | Nº. 3 | Ano 2014 | p. 2

Fontes. V. S. Silva. F. A. Oliveira. R. M. S. Mendes. L. L. Cândido. A. P. C. Comparação entre o Índice de Massa Corporal tradicional e o Índice de Massa Corporal ajustado em adolescentes e sua associação com fatores relacionados ao risco cardiovascular. Rev Med Minas Gerais 2016; 26: e-1801.

Mugnosso, M. Marini, F. Holmes, M. Morasso, P. Zenzeri, J. Muscle fatigue assessment during robot-mediated movements. J NeuroEngineering Rehabil 15, 119 (2018). Disponível em:https://doi.org/10.1186/s12984-018-0463-y.

Pires, K, F. Análise dos efeitos de diferentes protocolos de eletroestimulação neuromuscular através da freqüência mediana. R. bras. Ci. e Mov. Brasília v. 12 n. 2 p. 25- 28 junho 2004.

Candotti, C,T. Loss, J, F. La Torre, M. Melo, M, O. Araújo, L,D. Marcks, W. Use of electromyography to assess pain in the upper trapezius and lower back muscles within a fatigue protocol. Rev. bras. fisioter. vol.13 no.2 São Carlos Mar./Apr. 2009 Epub Apr 03, 2009.

González, F, J. Darido, S, C. Oliveira, A, A, B. Esportes de invasão: Basquetebol – Futebol – Futsal – Handebol – Ultimate Frisbee. Livro 1 AMAURI Esportes. Editora da universidade estadual de Maringá: 21/07/2014. 11:14:26.

Avila, A, A. Farias, F, C. Boas, Y, F, V. Analise do índice de fadiga em atletas de futsal da categoria adulta. R. Min. Educ. Fís., Viçosa, v. 24, n. 2, p. 44-56, 2016

SILVA, R, R. OURIQUES, E, P, M. Força isométrica de preensão manual e percepção subjetiva de esforço em atletas de judô durante uma competição oficial. Trabalho de conclusão de curso de graduação da Universidade do Sul de Santa Catarina. Palhoça, 2017. Disponível em:< http://www.riuni.unisul.br/handle/12345/3903>.

SANTOS, L, S. BARBOSA, I, M. ROSA, H, B. PRUSH, S, K. O, V. LEMOS, L, F, C. Comparação da fadiga muscular localizada entre atletas de handebol e praticantes do treinamento de força verificada através da eletromiografia. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício, São Paulo. v.12. n.79. Suplementar 2. p.1001-1009. Jul./Dez. 2018. ISSN 1981-9900.

SANTOS, M, C, A. SEMEGHUINI, T, A. AZEVEDO, F, M. Análise da Fadiga Muscular Localizada em Atletas e Sedentários Através de Parâmetros de Freqüência do Sinal Eletromiográfico. Rev Bras Med Esporte – Vol. 14, N o 6 – Nov/Dez, 2008

JUSTO, A, M. corpo e representações sociais: sobrepeso, obesidade e práticas de controle de peso. Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Florianópolis, 2016. Disponível em:< https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/167973>.

BARBOSA, F, S, S. JÚNIOR, S, A, O. Comparação entre crioterapia por imersão e recuperação passiva: efeitos agudos pós-esforço sobre parâmetros eletromiográficos e dinamométricos. Perspectivas Experimentais e Clínicas, Inovações Biomédicas e Educação em Saúde - PECIBES, 2016, 2, 26-31 | 26.

COSTA, G. La importancia de la recuperación posterior à la competência. Lecturas: Educación Física y Deportes, Vol. 24, Núm. 255, Ago. (2019).

Published

2020-08-31

How to Cite

Silva Brito, A. da, Eloy Tavares, C. A., Martinelli Tavares, L. V., Aleixo da Silva, B. R., & Lobato Pinheiro, F. de N. (2020). Análise de parâmetros eletromiográficos em diferentes modalidades esportivas durante a exaustão e após recuperação passiva da fadiga muscular aguda1 / Analysis of electromyographic parameters in different sports during exhaustion and after passive recovery from acute muscle fatigue. Brazilian Journal of Development, 6(8), 63198–63210. https://doi.org/10.34117/bjdv6n8-668

Issue

Section

Original Papers