Mortalidade e prevalência da tuberculose pulmonar e extrapulmonar no município de Jataí/GO / Mortality and prevalence of pulmonary and extrapulmonary tuberculosis in the city of Jataí/GO

Authors

  • Matheus Silva de Paula Rocha Brazilian Journals Publicações de Periódicos, São José dos Pinhais, Paraná
  • Fabrício Gomes de Freitas
  • Luiz Fabio Falcão
  • Amanda Peixoto Ferreira
  • Ana Paula Gouveia Mendes
  • Hélio Ranes de Menezes Filho
  • Edlaine Faria de Moura Villela
  • Fábio Morato de Oliveira

DOI:

https://doi.org/10.34117/bjdv6n8-535

Keywords:

tuberculose, perfil epidemiológico, doenças transmissíveis.

Abstract

Introdução – A Tuberculose (TB) continua sendo um grande problema de saúde pública, responsável pelo adoecimento e morte de milhões de pessoas a cada ano. A TB classifica-se como a segunda principal causa de morte por doença infecciosa no mundo, atrás apenas do vírus da imunodeficiência humana (HIV). Objetivos – Descrever o comportamento da tuberculose no município de Jataí-GO no período de 2000 a 2013, com enfoque nas medidas de frequência (incidência e prevalência do agravo). Material & Métodos – O estudo terá dois componentes: estudo descritivo e estudo de coorte retrospectiva de portadores de tuberculose. Os dados foram obtidos através de prontuários médicos, livro de registros do Programa de Controle da Tuberculose, Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN) e Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM). Resultados & Conclusões – O presente estudo permitiu observar que o público mais acometido pela doença é composto por homens e por indivíduos em faixa etária economicamente produtiva. A mortalidade pela doença, de uma forma geral, ocorreu predominantemente em indivíduos com maiores faixas etárias – a partir dos 50 anos de idade-, o que sugere que as possíveis morbidades que se manifestam durante o processo de envelhecimento possuem um papel fundamental na evolução da tuberculose. Ademais foram verificadas limitações que se referem à dificuldade de amplo acesso aos dados a serem analisados, tanto em relação ao livro de registros do Programa de Controle da Tuberculose do município (não foi possível obter dados anteriores ao ano de 2003) quanto ao SINAN, no tocante às subnotificações, ausência de dados do sistema e a inacessibilidade de informações relacionadas à prevalência da tuberculose, em níveis municipal e estadual.

 

References

ARBEX, M.A., et al., Drogas antituberculose: Interações medicamentosas, efeitos adversos e utilização em situações especiais. Parte 2: Fármacos de segunda linha. Jornal Brasileiro de Pneumologia, v.36, Jun, p. 641-56, 2010.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância Epidemiológica. Manual de recomendações para o controle da tuberculose no Brasil. Brasília: Ministério da Saúde, 2011. cap. 4 e 5, p. 32-42; 60-66.

ISEMAN, M. D. Tuberculose. In: GOLDMANN, L.; AUSIELLO, D. Cecil: Medicina. 23ª ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2011. cap. 345, p. 2651-2653.

LAGUARDIA J, DOMINGUES C. M., CARVALHO C, LAUERMAN CR, MACÁRIO

E, GLATT R. Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan): desafios no desenvolvimento de um sistema de informação em saúde. Epidemiol Serv Saude.

;13(3):135-47.

MEDEIROS D, SUCUPIRA ED, GUEDES RM, COSTA AJ. Análise da qualidade das informações sobre tuberculose no município de Belford Roxo, Rio de Janeiro, 2006 a 2008. Cad Saude Colet. 2012;20(2):146-52.

MENDONÇA, S. A.; FRANCO, S. C. Avaliação do risco epidemiológico e do desempenho dos programas de controle de tuberculose nas Regiões de Saúde do estado de Santa Catarina, 2003 a 2010. Epidemiol. Serv. Saúde, Brasília. v. 24, n. 1, p. 59-70, jan./mar. 2015.

PILLER R.V. B. Epidemiologia da tuberculose. Revista Pulmão, Rio de Janeiro, v. 21 n. 1, p. 4-9, 2012.

SIQUEIRA, A. V.; SIQUEIRA, P. H.; HUNGRIA, H. Doença do Nariz e dos Seios Paranasais. In: PORTO, C. C.; PORTO, A. L. Semiologia Médica. 7ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014. cap. 29, p. 296.

VOLMINK J, GARNER P. Directly observed therapy for treating tuberculosis. Cochrane Database Syst Rev. 2007;(4):CD003343.

WHO. Global Tuberculosis Report 2014. Disponível em: <http://www.who.int/tb/publications/global_report/en// >. Acesso em: 06.jun.2016.

ZHANG X.; ANDERSEN A. B.; LILLEBAEK T.; KAMPER-JORGENSEN Z.; THOMSEN

V. O.; LADEFOGED K, et al. Effect of sex, age, and race on the clinical presentation of tuberculosis: a 15-year population-based study. Am J Trop Med Hyg. 2011;85(2):285-90.

Published

2020-08-25

How to Cite

Rocha, M. S. de P., de Freitas, F. G., Falcão, L. F., Ferreira, A. P., Mendes, A. P. G., Filho, H. R. de M., Villela, E. F. de M., & de Oliveira, F. M. (2020). Mortalidade e prevalência da tuberculose pulmonar e extrapulmonar no município de Jataí/GO / Mortality and prevalence of pulmonary and extrapulmonary tuberculosis in the city of Jataí/GO. Brazilian Journal of Development, 6(8), 61474–61487. https://doi.org/10.34117/bjdv6n8-535

Issue

Section

Original Papers