Utilização dos Campos Conceituais de Vergnaud como ferramenta de análise: O jogo do NIM e o desempenho escolar em Matemática / Use of Vergnaud's Conceptual Fields as an analysis tool: The NIM game and school performance in Mathematics

Authors

  • Ivana de Oliveira Freitas Brazilian Journals Publicações de Periódicos, São José dos Pinhais, Paraná
  • Luana de Freitas Oliveira
  • Ângela Maria Hartmann

DOI:

https://doi.org/10.34117/bjdv6n8-505

Keywords:

Ensino Fundamental, Jogo do NIM, Teoria dos Campos Conceituais, Jogos Matemáticos.

Abstract

Este trabalho de pesquisa foi elaborado a partir do estudo sobre o uso de jogos no ensino de Matemática por se tratar de uma metodologia cuja eficácia é constantemente demonstrada e reafirmada em diversas publicações acadêmicas. O uso de jogos no ensino de matemática é defendido porque, além de ter uma dimensão lúdica, também possui uma dimensão educacional. Um desses jogos é o NIM, publicado por Charles Bouton em 1901. Este jogo encoraja cálculos mentais e a contagem inicial para prever os movimentos futuros do oponente. O objetivo desta pesquisa foi analisar se o raciocínio lógico do aluno, que se destaca nas partidas do NIM, se reflete em seu desempenho matemático na escola. O uso do jogo NIM seguiu três etapas: apresentação do jogo, exploração e formulação da pergunta; formulação de conjecturas, teste de hipóteses e reformulação; e justificativa para conjecturas e avaliação do trabalho. A pesquisa foi aplicada a seis alunos dos anos finais do Ensino Fundamental de uma escola pública. As partidas foram disputadas em duplas e gravadas em vídeo e áudio. Também foi realizada entrevista com o aluno que se destacou nas partidas, bem como com sua professora de matemática. Os depoimentos colhidos nas entrevistas e nos jogos foram analisados segundo categorias de análise baseadas nos conceitos da Teoria do Campo Conceitual de Gérard Vergnaud: esquemas prontos, esquemas construídos, invariantes operativos, antecipações, regras de ação, inferências, afiliações e rupturas. A partir desta análise é possível constatar que existe paridade entre o desempenho do aluno durante as partidas do jogo e o seu desempenho nas aulas de Matemática.

 

References

ALMEIDA, Beatriz Ignacio; CARVALHO, Rafaela Barcelos de. A matemática do jogo do Nim em uma abordagem investigativa. 2016. 79 f. Monografia (Licenciatura em Matemática)-Licenciatura em Matemática, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense. Campos dos Goytacazes, RJ, 2016.

BOUTON, Charles Leonard. Nim, a game with a complete mathematical theory. The Annals of Mathematics. v. 3, n. 1, p. 35-39. Harvard University, Cambridge, Massachusetts, 1901- 1902.

BRASIL. Ministério da Educação. Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais da Educação Básica. Brasília: [s.n.], 2013. Disponível em < http://portal.mec.gov.br/docman/julho-2013-pdf/13677-diretrizes-educacao-basica-2013-pdf/file >. Acessado em: 07 abr. 2018.

¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬

BRASIL. Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais: Matemática. Brasília: [s.n], 1997. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/livro03.pdf>. Acessado em: 29 abr. 2018.

BRASIL. Ministério Público do Estado do Espírito Santo. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei Federal nº 9.394/96. 2. v., Vitória, 2014.

FIALHO, Neusa Nogueira. Os jogos pedagógicos como ferramenta de ensino. Congresso Nacional de Educação. v. 6, p. 12298-12306. 2008.

FRANCHI, Anna. Considerações sobre a Teoria dos Campos Conceituais. In: MACHADO, Silvia Dias Alcântara (org.). Educação Matemática: uma (nova) introdução. 3. ed. revisada. São Paulo: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, 2010.

GRANDO, Regia Célia. O conhecimento matemático e o uso de jogos na sala de aula. 2000. Tese (doutorado)-Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, 2000.

GRINGS, Edi Terezinha de Oliveira; CABALLERO, Concesa; MOREIRA, Marco Antonio. Uma proposta didática para abordar o conceito de temperatura a partir de situações, à luz da teoria dos campos conceituais de Vergnaud. Revista Brasileira de Ensino de Ciências e Tecnologia. vol. 1, n. 1, jan./abr. 2008. Disponível em: <http://periodicos.utfpr.edu.br/rbect/article/view/221/213>. Acessado em: 19 mar. 2018.

KISHIMOTO, Tizuko Morchida. (Org.). Jogo, brinquedo, brincadeira e a educação. 8 ed. São Paulo: Cortez, 2001.

LEITÃO, Lúcia Irala; TEIXEIRA, Pedro Fernando Dorneles; ROCHA, Fábio Saraiva. A vídeo-análise como recurso voltado para o ensino de fisica experimental: um exemplo de aplicação na mecânica. Revista Eletrónica de Investigación en Educación en Ciencias. v. 6, n. 1, julho de 2010. Disponível em: <http://www.scielo.org.ar/pdf/reiec/v6n1/v6n1a03.pdf>. Acessado em: 08 jun. 2018.

MELO, Sirley Aparecida de; SARDINHA, Maria Onide Ballan. Jogos no Ensino Aprendizagem de Matemática: uma estratégia para aulas mais dinâmicas. In: Revista F@pciência, v. 4, n. 2, p. 5-15. Apucarana, PR, 2009. Disponível em: <http://www.fap.com.br/fapciencia/004/edicao_2009/002.pdf>. Acessado em: 23 mar. 2018.

NASCIMENTO, Henrique Alexandre do. A utilização do Jogo do Nim para estimular o cálculo mental. 2016. Monografia (Especialista em Ensino de Matemática). Especialização em Ensino de Matemática para o Ensino Médio, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Caicó, RN, 2016.

RAGUENET, Inez Freire; BARRÊDO, Márcia Kossatz. A teoria matemática do jogo do Nim. Revista do Professor de Matemática (RPM), [1983?]. Disponível em: <http://www.rpm.org.br/cdrpm/6/13.htm>. Acessado em: 04 abr. 2018, às 13:19.

RESTE, Carmen Domingues. O potencial da entrevista em contexto educativo: uma experiência investigativa. In: Educação em Revista, Belo Horizonte. v. 31, nº04. out-dez, 2015. p. 223-248. Disponível em < http://www.scielo.br/pdf/edur/v31n4/1982-6621-edur-31-04-00201.pdf>. Acessado em 02 nov. 2019.

RODRIGUES, Hélio Oliveira; SILVA, José Roberto da. O jogo do Nim e os conceitos de MDC e MMC. ENCONTRO NACIONAL DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA. 8., 2004, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, PE.

VIEIRA, Iloni Hericks; SANTOS, Clodogil Fabiano Ribeiro dos. Jogo do Nim: o lúdico na formação de conceitos básicos de matemática em alunos de 6º ano nas salas de apoio. O professor PDE e os desafios da Escola Pública Paranaense. v. 1. Governo do Estado, Secretaria de Educação, Paraná, 2012.

Published

2020-08-24

How to Cite

Freitas, I. de O., Oliveira, L. de F., & Hartmann, Ângela M. (2020). Utilização dos Campos Conceituais de Vergnaud como ferramenta de análise: O jogo do NIM e o desempenho escolar em Matemática / Use of Vergnaud’s Conceptual Fields as an analysis tool: The NIM game and school performance in Mathematics. Brazilian Journal of Development, 6(8), 61104–61124. https://doi.org/10.34117/bjdv6n8-505

Issue

Section

Original Papers