Métodos não farmacológicos para alívio da dor: percepção da puérpera / Effectiveness of non-pharmacological methods for pain relief: perception of puerperal women in labor and childbirth

Authors

  • Barbara Sany Sousa Costa
  • Nathalia da Silva Lima
  • Patrícia Alencar Dutra
  • Elisabeth Soares Pereira da Silva
  • Maria Lígia Silva Nunes Cavalcante
  • Allana Mirella Alves
  • Amanda de Fátima Alves Costa

DOI:

https://doi.org/10.34117/bjdv6n8-504

Keywords:

Dor do parto, Parto humanizado, Gestante, Trabalho de parto, Terapias complementares, Enfermagem.

Abstract

Objetivo: evidenciar a efetividade dos métodos não farmacológicos utilizados durante o trabalho de parto a partir do discurso das puérperas. Método: estudo transversal com abordagem qualitativa, realizada com oito puérperas em um hospital de atenção terciária localizado no município de Maracanaú. Os dados foram coletados em novembro de 2019 por meio de entrevista semiestruturada e analisados de acordo com a técnica de Bardin. Resultados: obteve-se por resultados da pesquisa a divisão dos achados em quatro categorias, sendo elas: 1: Métodos não farmacológicos utilizados no trabalho de parto e parto, 2: Percepção das puérperas sobre a efetividade dos métodos não farmacológicos, 3: Avaliação da presença do acompanhante no trabalho de parto como suporte para utilização dos métodos não farmacológicos. Conclusão: a partir dos discursos das puérperas foi demonstrado em sua totalidade que os métodos não farmacológicos foram ditos como eficazes, uma vez que essas técnicas quando aplicadas traziam consigo uma sensação de relaxamento e consequentemente diminuição da dor, além do aceleramento do processo de parturição.

References

ALMEIDA, J. M.; ACOSTA, L.G.; PINHAL, M.G. Conhecimento das puérperas com relação aos métodos não farmacológicos de alívio da dor do parto. Rev. Min. Enferm. v.19, n.3, p.711-717, 2015.

ANGELO, P. H. M. et al. Recursos não farmacológicos: atuação da fisioterapia no trabalho de parto, uma revisão sistemática. Fisioter. Bras. v.17, n.3, p.285-292, 2016.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Lisboa, Portugal; Edições 70, LDA, 2009.

BRASIL. Lei nº 11.108 de 07 de abril de 2005. Altera a Lei nº 8.080, de 19 de setembro de 1990, para garantir as parturientes o direito à presença de acompanhante durante o trabalho de parto, parto e pós-parto imediato, no âmbito do Sistema Único de Saúde - SUS. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 2005.

BRASIL. Ministério da Saúde. Comissão Nacional de Ética em Pesquisa. Resolução nº 466/2012: sobre pesquisas envolvendo seres humanos. Brasília: Ministério da Saúde, 2012.

BRASIL. Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Saúde. Resolução nº 580, de 22 de março de 2018. Estabelece normativas relativas às especificidades éticas das pesquisas de interesse estratégico para o Sistema Único de Saúde (SUS). Brasília, 2018.

CAMARGO, C.M. et al. A eficácia dos métodos não farmacológicos aplicados pelo enfermeiro obstetra no alívio da dor do trabalho de parto. Rev Cient Esc. v.5, n.2, p.64-75, 2019.

DODOU,H. D. et al. A contribuição do acompanhante para a humanização do

parto e nascimento: percepções de puérperas. Esc Anna Nery, v.18, n.2, p.262-269, 2014.

GALLO, R.B.S. et al. Recursos não-farmacológicos no trabalho de parto: protocolo assistencial. Femina v.39, n.1, 2011.

GAYESKI, M. E.; BRUGGEMANN, O.M. Métodos não farmacológicos para alívio da dor no trabalho de parto: uma revisão sistemática. Texto Contexto Enferm v.10, n.4, p.774-782, 2010.

HANUM, S. P. et al. Estratégia não farmacológica para o alivio da dor no trabalho de parto: efetividade sob a ótica da parturiente. Rev enferm UFPE on line. v.11, p. 3303-3309, 2017. .

KATZER, T. Métodos não farmacológicos para o alívio da dor: percepções da equipe multiprofissional no trabalho de parto e parto. Monografia. p.09-44, 2016.

LEHUGEUR, D.; STRAPASSON, M. R.; FRONZA, E. Manejo não farmacológico de alívio da dor em pertos assistidos por enfermeira obstétrica. Rev. Enferm. UFPE on line. v.11, n.12, p.4929-4937, 2017.

LOPES, C.V. et al. Experiências vivenciadas pela mulher no momento do parto e nascimento de seu filho. Cogitare Enferm. v.14, n.3, 2012.

MAFETONI, R.R.; SHIMO, A.K.K. Efeitos da acupressão sobre a dor no trabalho de parto: ensaio clínico randomizado. Rev. Latino-Am. Enfermagem. v. 24: e.2738, 2016.

MAFETONI, R.R.; SHIMO, A.K.K. Métodos não farmacológicos para alivio da dor no trabalho de parto: revisão integrativa. Rev. Min. Enferm. v.18, n.2, p.505-512, 2014.

OLIVEIRA, L.M.N.; CRUZ, A.G.C. A utilização da bola suíça na promoção do parto humanizado. R bras ci Saúde. v.18, n.2, p.175-180, 2014.

OSÓRIO, S.M.B.; SILVA JÚNIOR, L.G.; NICOLAU, A.I.O. Avaliação da efetividade de métodos não farmacológicos no alívio da dor do parto. Rev. Rene. v.15, n.1, p. 174-184, 2014.

SILVA, D.A.O. et al. Uso de métodos não farmacológicos para o alívio da dor durante o trabalho de parto normal: uma revisão integrativa. Rev enferm UFPE. v.7, p.4161-4170, 2013.

SILVA, J. S. S. A; RIBEIRO, J. N; CORRÊA, L.P. Bola suíça no trabalho de parto: Revisão de literatura. Braz. J. of Develop., Curitiba, v. 6, n. 3, p.14893-14902, mar. 2020

SOUZA, E.N.S.; AGUIAR, M.G.G.; SILVA, B.SM. Métodos não farmacológicos no alívio da dor: equipe de enfermagem na assistência a parturiente em trabalho de parto e parto. Rev. Enfer. Rev. v.18, n.2, p.42-56, 2015.

SOUZA, S.R.R.K.; GUALDA, D.M.R. A experiência da mulher e de seu acompanhante no parto em uma maternidade pública. Texto Contexto Enferm. v.25, n.1, p.1-9, 2016.

ROCH, K.K.A. et al. Inserção do acompanhante no processo de parturição de seu familiar. Braz. J. of Develop., Curitiba, v. 6, n. 3, p.14893-14902, mar. 2020

Published

2020-08-24

How to Cite

Costa, B. S. S., Lima, N. da S., Dutra, P. A., Silva, E. S. P. da, Cavalcante, M. L. S. N., Alves, A. M., & Costa, A. de F. A. (2020). Métodos não farmacológicos para alívio da dor: percepção da puérpera / Effectiveness of non-pharmacological methods for pain relief: perception of puerperal women in labor and childbirth. Brazilian Journal of Development, 6(8), 61090–61103. https://doi.org/10.34117/bjdv6n8-504

Issue

Section

Original Papers