Qui-Batalha: Uma análise estatística da influência do jogo como ferramenta para o ensino de ácidos e bases / Qui-Batalha: A statistical analysis of the influence of gambling as a tool for teaching acids and bases

Authors

  • Nádia Aguiar Portela Pinheiro
  • Ivana Carneiro Romão
  • Jéssica Híade Silva Cristino
  • Nágila Menezes Rocha

DOI:

https://doi.org/10.34117/bjdv6n8-442

Keywords:

Metodologias inovadoras, Jogos didáticos, Ácidos e bases

Abstract

O método tradicional de ensino ainda persiste nos dias atuais e o fato dos conteúdos serem trabalhados de forma isolada e afastados do dia a dia tornam as aulas cansativas e os alunos desestimulados. Diante da necessidade de utilizar metodologias inovadoras, o presente trabalho utilizou um jogo didático chamado QUI-BATALHA sobre o conteúdo de ácidos e bases inorgânicos com o propósito de tornar a aula mais atrativa e o conteúdo mais próximo da realidade dos estudantes, proporcionando assim uma aprendizagem significativa. O jogo foi aplicado em duas turmas do 9° ano de uma escola particular da cidade de Fortaleza/CE com o objetivo de avaliar, estatisticamente, a eficiência da estratégia e verificar a sua importância na percepção dos alunos. Os resultados foram obtidos a partir de um questionário contendo dez questões objetivas que foram respondidas antes e depois da aplicação do jogo, a fim de comparar, estatisticamente, a eficiência da estratégia. A avaliação da importância do método na visão dos alunos foi realizada por meio de um questionário contendo 6 questões variando entre subjetivas e objetivas acerca da metodologia utilizada. Os resultados da pesquisa mostraram que houve diferença significativa, confirmada estatisticamente, no quantitativo de acertos antes e depois do jogo. Analisando as respostas e comentários dos alunos, foi possível notar que muitos afirmaram que determinados conceitos ficaram esclarecidos, outros declararam que aprenderam muito com a aula, ou seja, a maior parte da turma teve suas dúvidas esclarecidas no decorrer da atividade. Dessa forma, com este trabalho foi possível concluir que a associação da aula tradicional expositiva com a metodologia alternativa de ensino, o jogo, é uma estratégia de ensino estatisticamente eficiente. Ademais, promoveu a participação dos alunos que antes, era um sujeito passivo em ativo, ao permitir que este interaja com o conteúdo abordado, além de conseguir consolidar os conceitos.

 

References

ACRANI, S. et al. A utilização de jogos didáticos como estratégia de aprendizagem no ensino de biologia. Braz. J. of Develop., Curitiba, v. 6, n. 2, p. 7930-7935, fev. 2020.

ALVEZ, W. A. et al. A utilização de jogos lúdicos para o ensino de Química. In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, 4., 2017, João Pessoa. Anais... João Pessoa: Realize, 2017.

CUNHA, M. B. Jogos no ensino de Química: Considerações teóricas para sua utilização em sala de aula. Química nova na escola, v.34, n.2, p. 92-98, maio. 2012.

DANTAS, S. D. A. et al. Construção e avaliação de um jogo didático para trabalhar o conteúdo de tabela periódica com alunos do ensino médio. In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, 4., 2017, João Pessoa. Anais... João Pessoa: Realize, 2017.

LEITE, K. C.; VELANI, V. Divertindo-se com a química: o ensino e a aprendizagem por meio do lúdico. Braz. J. of Develop., Curitiba, v. 5, n. 11, p. 25115-25133, nov. 2019.

LIMA, M. D. C. A. et al. A importância dos jogos lúdicos no ensino de química do ensino médio. In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, 4., 2017, João Pessoa. Anais... João Pessoa: Realize, 2017.

PRADO, A. P. P.; SILVEIRA, M. P. Química dos ácidos e bases por meio de uma proposta problematizadora. Cadernos PDE (Versão online), v.1, 2014. Disponível em: http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/cadernospde/pdebusca/producoes_pde/2014/2014_uem_qui_artigo_ana_paula_pinheiro.pdf. Acesso em: 08 ago. 2020.

SANTOS, I. et al. Jogos didáticos para o ensino de zoologia no ensino médio: relato de experiência no município de Ingá-PB. Braz. J. of Develop., Curitiba, v. 6, n.5, p. 27076-27086, maio. 2020.

SANTOS, N. R. L.; SILVA, A. P.F. A percepção dos alunos no ensino médio e superior sobre o uso de jogos didáticos para o ensino de Química. In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, 4., 2017, João Pessoa. Anais... João Pessoa: Realize, 2017.

SCHNETZLER, R. P. A pesquisa no Ensino de Química e a importância da Química Nova na Escola. Química nova na escola, [s.v], n. 20, p.49-54, nov. 2004.

SILVA, D. F. S. S. et al. Batalha naval oxigenadas humana: Jogo didático como ferramenta auxiliadora no processo ensino de Química. In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, 4., 2017, João Pessoa. Anais... João Pessoa: Realize, 2017b.

SILVA, E. K. P. et al. O jogo didático como ferramenta de apoio no processo de ensino aprendizagem de funções orgânicas. In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, 4., 2017, João Pessoa. Anais... João Pessoa: Realize, 2017a.

SOUZA, I. F. As diferenças individuais e a sala de aula, Monografias Brasil Escola (online), 2008. Disponível em: https://monografias.brasilescola.uol.com.br/pedagogia/as-diferencas-individuais-sala-aula.htm. Acesso em: 08 ago. 2020.

Published

2020-08-21

How to Cite

Portela Pinheiro, N. A., Romão, I. C., Silva Cristino, J. H., & Rocha, N. M. (2020). Qui-Batalha: Uma análise estatística da influência do jogo como ferramenta para o ensino de ácidos e bases / Qui-Batalha: A statistical analysis of the influence of gambling as a tool for teaching acids and bases. Brazilian Journal of Development, 6(8), 60239–60251. https://doi.org/10.34117/bjdv6n8-442

Issue

Section

Original Papers