Identificação macroscópica de madeiras tropicais comercializadas como Guajará em Lavras/MG / Macroscopic identification of tropical woods sold as Guajará in Lavras/MG

Authors

  • Paulo Junio Duarte
  • Matheus Felipe Freire Pego
  • Caik Elisio Tonelli Faria
  • Dianessa Danielli
  • Thiago Moreira Cruz
  • Douglas Lamounier Faria
  • Cassiana Alves Ferreira
  • Natalino Calegario

DOI:

https://doi.org/10.34117/bjdv6n8-463

Keywords:

Rastreamento florestal, Identificação forense, Anatomia do lenho, Madeiras brasileiras, Triagem comercial.

Abstract

Objetivou-se com este trabalho, investigar o lenho de madeiras tropicais da família Sapotaceae comercializadas como Guajará em Minas Gerais, por meio da caracterização e relato das particularidades que diferenciem os táxons identificados. O estudo foi realizado em Lavras, no qual, três empresas cederam pranchas centrais comerciais de Guajará. Para a investigação do xilema secundário, foi executada a triagem de madeiras comerciais, em que, as amostras serradas de madeira foram avaliadas macroscopicamente seguindo as normas do IBAMA. Apesar das similaridades no lenho, a investigação macroscópica mostrou-se eficaz na discriminação de táxons dessa família. Pela identificação anatômica segregaram-se três gêneros comerciais de Sapotaceae, sendo o arranjo do parênquima axial, a presença de tiloses nas linhas vasculares, demarcações de camadas de crescimento e a coloração do cerne, como caracteres determinantes para distinguir as madeiras avaliadas. Conclui-se que o procedimento anatômico é uma excelente técnica para validar outros métodos de classificação de madeiras e tem grande potencial para o rastreamento de produtos madeireiros originários de florestas tropicais.

References

Alves ES & Angyalossy-Alfonso V. Ecological trends in the wood anatomy of some Brazilian species. 1. Growth rings and vessels. IAWA Journal 2000; 21 (1): 3-30.

Camargos JAA, Coradin VTR, Czanerski CM, Oliveira D, Meguerditchian I. Catálogo de árvores do Brasil. 2 ed. Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis-IBAMA, Brasília. 2001.

Coradin VTR, Camargos JAA, Pastore TCM, Christo AG. Brazilian commercial timbers: interactive identification key based on general and macroscopic features. Serviço Florestal Brasileiro, Laboratório de Produtos Florestais: Brasília. CD-ROM. 2010.

Coradin VTR, Muniz GIB. Normas de procedimentos em estudos de anatomia de madeira: Angiospermae e Gymnospermae. Laboratório de Produtos Florestais – Série Técnica 15: 1-19. Brasília. 1992.

Dormontt EE, Boner M, Braun B, Breulmann G, Degen B, Espinoza E et al. Forensic timber identification: it’s time to integrate disciplines to combat illegal logging. Biological Conservation 2015; 191: 790-798.

Duarte PJ. Caracterização anatômica das principais madeiras comercializadas na região de Lavras/MG [dissertação]. Lavras: Departamento de Ciências Florestais, Universidade Federal de Lavras; 2018.

Ferreira GC, Gomes JI, Hopkins MJG. An anatomic study of Leguminosae species in the state of Pará commercialized as "angelim". Acta Amazonica 2004; 34(3): 387-398.

Govaerts R, Frodin DG, Pennington TD. World Checklist and Bibliography of Sapotaceae. Royal Botanic Gardens, Kew, UK. 2001.

Hermanson JC, Wiedenhoeft AC. A brief review of machine vision in the context of automated wood identification systems. IAWA Journal 2011; 32 (2): 233-250.

Hoadley RB. Identifying wood: accurate results with simple tools. Taunton Press, Newtown. 1990.

Lima LS, Merry F, Soares-Filho B, Rodrigues HO, Damaceno CS, Bauch MA. Illegal logging as a disincentive to the establishment of a sustainable forest sector in the Amazon. PloS one 2018; 13 (12): e0207855.

Nascimento LB, Brandes AFN, Valente FDW, Tamaio N. Anatomical identification of commercialized wood in the state of Rio de Janeiro, Brazil. Brazilian Journal of Botany 2017; 40 (1): 291-329.

Ruffinatto F, Crivellaro A, Wiedenhoeft AC. Review of macroscopic features for hardwood and softwood identification and a proposal for a new character list. IAWA Journal 2015; 36 (2): 208-241.

da Silva LB, Araújo SS, Lourenço MC, Bessa FS, Ferreira AM. Brazilian woods in Portuguese xylarium. Brazilian Journal of Development, v. 6, n. 7, p. 47151-47169, 2020.

Schweingruber FH. Wood structure and environment. Springer Science & Business Media, 2007.

Zenid GJ, Ceccantini GCT. Identificação macroscópica de madeiras. Instituto de Pesquisas Tecnológica de São Paulo (IPT), São Paulo. 2012.

Published

2020-08-21

How to Cite

Duarte, P. J., Pego, M. F. F., Faria, C. E. T., Danielli, D., Cruz, T. M., Faria, D. L., Ferreira, C. A., & Calegario, N. (2020). Identificação macroscópica de madeiras tropicais comercializadas como Guajará em Lavras/MG / Macroscopic identification of tropical woods sold as Guajará in Lavras/MG. Brazilian Journal of Development, 6(8), 60539–60547. https://doi.org/10.34117/bjdv6n8-463

Issue

Section

Original Papers