Metodologia de aplicação dos brinquedos cantados: uma prática pedagógica e lúdica na educação infantil / Methodology for the application of sung toys: a pedagogical and playful practice in children's education

Authors

  • Tânia Noemia Rodrigues Braga
  • José Romilson Mariano
  • Silvia Elaine da Rocha Silva Pontes
  • Glaydes Maria de Sousa Rodrigues
  • Francisca Marlônia Barbosa Bittencourt
  • Olavia Farias de Oliveira
  • Diná Morais de Andrade Goes
  • Antônio Wellington Alves

DOI:

https://doi.org/10.34117/bjdv6n8-272

Keywords:

Metodologia, Aplicação, Brinquedos Cantados.

Abstract

O presente trabalho aborda a metodologia de aplicação dos brinquedos cantados, para a aprendizagem das crianças da Educação Infantil. O objetivo principal é o de investigar as possibilidades de um trabalho pedagógico aliado às atividades lúdicas desencadeadas em sala de aula utilizando os brinquedos cantados. Pergunta-se: o ensino dos brinquedos cantados é considerado um instrumento para viabilizar ações pedagógicas na construção/reconstrução do conhecimento e aperfeiçoamento do processo ensino-aprendizagem das crianças? Espera-se que a criança se torne mais motivada para aprender, de forma mais prazerosa, lúdica e participativa. O professor atuará como facilitador em vários espaços educativos, tais como: sala de aula, brinquedoteca, etc. para aplicação dessa metodologia. Essa proposta voltada para a educação infantil baseia-se em alguns fundamentos teóricos de autores estudiosos da área: AWAD (2004), BRASIL (2017), CASCUDO (1979), GRANDO (2004), LARA; RIBEIRO; SANCHOTENE (2004), OLIVEIRA (2003), PAIVA (2003), dentre outros. Há de se pensar em melhorias na qualidade da educação infantil, propiciando ao professor condições de mudança na sua prática, fazendo-o refletir sobre sua maneira de compreender e conceber o processo educacional nessa fase, a da infância. Conclui-se, que os brinquedos cantados favorecem o desenvolvimento integral dos alunos, sendo significativos para o universo infantil. Nesse modelo, a aprendizagem tende a se tornar mais rica e expressiva, transformando o aluno em um cidadão crítico, criativo e agente de seu próprio conhecimento.

References

AWAD, Hani Zehdi Amine. Brinque, jogue, cante e encante com a recreação: conteúdos de aplicação pedagógica. Jundiaí, SP: Editora Fontoura, 2004.

BRASIL, Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Base Nacional Comum Curricular – Educação é a base. 3ª versão. Brasília: MEC/SEB, 2017, 396 p.

CASCUDO, Luís da Câmara. Dicionário do folclore brasileiro. São Paulo: Melhoramentos, 1979.

GRANDO, Regina Célia. O jogo e a matemática no contexto da sala de aula. São Paulo: Paulus, 2004. (Coleção Pedagógica e Educação).

LARA, Larissa Michelle; PIMENTEL, Giuliano Gomes de Assis; RIBEIRO, Deiva Mara Delfini. Brincadeiras cantadas: educação e ludicidade na cultura do corpo. Disponível em: https: //www.efdeportes.com/. Acesso em: 28/11/ 2019.

NOVAES, I. C. Brincando de roda. Rio de Janeiro: Agir, 1983.

OLIVEIRA, Denise Soares. Oficinas de recreio. São Paulo: Paulinas, 2003. (Coleção Expressão & Comunicação).

PAIVA, I. M. R. Brinquedos Cantados. 3ª ed. RJ: Sprint, 2003.

______, I. M. R. Brinquedos cantados. 2000. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/bitstream/handle/123456789/78240/175386.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 12/09/2019.

PIAGET, Jean. A formação do símbolo na criança: imitação, jogo e sonho, imagem e representação. Tradução de Álvaro Cabral e Christiano Monteiro Oiticica. Rio de Janeiro: Zahar, 1978, 370 p.

VYGOTSKY, Lev S. A formação social da mente. 4. ed. Tradução de José Cipolla Neto e outros. São Paulo: Martins Fontes, 1998. 168 p.

Published

2020-08-17

How to Cite

Braga, T. N. R., Mariano, J. R., Pontes, S. E. da R. S., Rodrigues, G. M. de S., Bittencourt, F. M. B., Oliveira, O. F. de, Goes, D. M. de A., & Alves, A. W. (2020). Metodologia de aplicação dos brinquedos cantados: uma prática pedagógica e lúdica na educação infantil / Methodology for the application of sung toys: a pedagogical and playful practice in children’s education. Brazilian Journal of Development, 6(8), 57983–57997. https://doi.org/10.34117/bjdv6n8-272

Issue

Section

Original Papers