Análise do poder de penetração de diferentes projéteis de armas de fogo na região anatômica do arco costal de javalis endêmicos do noroeste do estado de São Paulo

Authors

  • Willian Marinho Dourado Coelho
  • Jorge Henrique Ohf

DOI:

https://doi.org/10.38152/bjtv7n1-010

Keywords:

arma de fogo, balística terminal, cartucho, energia cinética, momento linear, munição

Abstract

A lesão causada por projéteis de armas de fogo é influenciada por uma série de fatores em que o projétil e a sua interação com o tecido alvejado irão determinar as características e a severidade do traumatismo balístico. O objetivo deste estudo foi analisar o poder de penetração de diferentes projéteis de armas de fogo na região do gradil costal de javalis provenientes da região noroeste do estado de São Paulo. Foram utilizadas pistolas calibre .22 LR, .380 ACP, 9mm Parabellum, .40 S&W, .45 ACP, revólver cal. .38 SPL, carabina PUMA .357 Magnum, espingarda cal. 32 Gauge, 12 Gauge e fuzil T4 calibre 5.56X45mm. Os tiros foram efetuados contra alvos compostos por peças anatômicas da região do gradil costal de javalis posicionados a 20 metros de distância da linha de tiro, sendo aferida a penetração de cada projétil recuperado em argila balística. Foi constatado que todas as munições utilizadas transfixaram a peça anatômica, entretanto, apenas as munições/projéteis utilizados na pistola .40S&W tipo ETPP, carabina PUMA .357 Magnum e nas espingardas calibre 32 e 12 Gauge foram capazes de atravessar a peça anatômica e penetrar na argila balística desenvolvendo uma cavidade superior a 30cm de profundidade na média. Por meio deste estudo pode-se concluir que para o abate de alguns exemplares de javalis endêmicos da região noroeste do estado de São Paulo é mandatório a utilização de armas/ munições com energia igual ou superior aos 1384 Joule do calibre .357 Magnum para as carabinas/fuzil e igual ou superior aos 1013 Joule do calibre 32 Gauge (com munição específica tipo balote) para tiros em alvos a 20 metros ou mais, promovendo um abate mais efetivo/ humanizado para o animal e garantindo a segurança do controlador.

References

AGROLINK, 2022. Javalis devoram lavouras e causam prejuízos imensos. Disponível em: https://www.agrolink.com.br/noticias/javalis-devoram-lavouras-e-causam-prejuizos-imensos_464942.html

ARRIOS-GARCIA, M. N.; BALLARI, S. A. Impact of wild boar (Sus scrofa) in its introduced and native range: a reriew. Biological invasions. v. 14, p. 2283-2300, 2012.

CANAL RURAL. As armas utilizadas para controlar javalis. Disponível em: https://www.canalrural.com.br/diversos/armas-utilizadas-para-controlar-javalis-65140/#:~:text=As%20armas%20para%20realizar%20o,com%20calibre%20acima%20do%2038.

CERVO, I. B.; GUADAGNIN, D. L.. Wild boar diet and its implications on agriculture and biodiversity in Brazilian forest–grassland ecoregions. Animal Biodiversity and Conservation, v. 43, n. 1, p. 123-136, 2020.

CLAVERO, M.; GARCIA-BERTHOU, E. Invasive especies are leading cause of animal extinctions. Trends in Ecology and Evolution. v. 20, n. 3, p. 110, 2005.

COELHO, W.M.D. Javalis causam prejuízos de milhões de reais na agropecuária nacional. Quarta Técnica COIMMA. Disponível em: https://www.coimma.com.br/blog/post/javalis-causam-prejuizos-de-milhoes-de-reais-na-agropecuaria-nacional

COELHO, W.M.D., et al. Infecção natural de porcos ferais por Ehrlichia spp. (nota de pesquisa). Brazilian Journal of Animal and Environmental Research, v.5, n.1, 2022.

DEFESA AGROPECUÁRIA, 2021. Parceria com os controladores de javalis no controle de doenças dos suídeos. Disponível em: https://www.defesa.agricultura.sp.gov.br/informativo/defesa-agrosp-no-001-agosto2021/parceria-com-os-controladores-de-javalis-no-controle-de-doencas-de-suideos/

DEFESA AGROPECUÁRIA, 2022. Prejuízo causado pelo javali. Disponível em: https://www.agricultura.sp.gov.br/pt/web/hotsite-javali/prejuizo-causado-pelo-javali

DEFESA AGROPECUÁRIA, 2023. Sanidade Animal – Defesa Agropecuária realiza primeira capacitação do III Circuito estadual para controladores de javali em 2023. Disponível em: https://www.defesa.agricultura.sp.gov.br/noticias/2023/sanidade-animal-defesa-agropecuaria-realiza-primeira-capacitacao-do-iii-circuito-estadual-para-controladores-de-javali-em-2023,1883.html

DE OLIVEIRA, S.V. et al. The nature of attacks by wild boar (Sus scrofa) and wild boar/domestic pig hybrids (javaporcos´) and the conduct of anti-rabies care in Brazil. InterAmerican Journal of Medicine and Health, v. 1, 2018.

ENGEMAN, R.; MASSEI, G.; SAGE, M.; GENTLE, M. Monitoring wild pig populations: are view of methods. Environmental Science and Pollution Research. v. 20, p. 8077-8091. 2013.

IBAMA, 2020. Manual de boas práticas para o controle de javali. Disponível em: https://www.gov.br/ibama/pt-br/assuntos/notas/2020/manejo-e-controle-de javalis/20201217Manual_do_Javali_Digital.pdf

KOLAR, C.; LODGE, D. Progress in invasion biology: predicting invaders. Trends in Ecology & Evolution, v. 16, n. 4, p. 199-204, 2001.

LIU, Yanchun et al. Wild boar grubbing causes organic carbon loss from both topand sub-soil in an oak forest in central China. Forest Ecology and Management, v. 464, p. 118059, 2020.

MAC ADAMS, J. Insider´s guide to selecting the best caliber for hunting almost anything. The Big Game Hunting Adventures, LLC, 2020.

MACHADO, Dália Monique Ribeiro et al. Toxoplasma gondii infection in wild boars (Sus scrofa) from the State of São Paulo, Brazil: Serology, molecular characterization, and hunter's perception on toxoplasmosis. Veterinary Parasitology: Regional Studies and Reports, v. 23, p. 100534, 2021.

OUTDOOR LIFE. The best guns for hog hunting of 2023. Disponível em: https://www.outdoorlife.com/hunting/best-guns-for-hog-hunting/

PEDROSA, F. et al. Current distribution of invasive feral pigs in Brazil: economic impacts and ecological uncertainty. Natureza & Conservação 13: 84–87. 2015.

ROSA, C.A. et al. Controle do javali na serra da Mantiqueira: Um estudo de caso no parque nacional do Itatiaia e RPPN Alto Montana. Biodiversidade Brasileira. v.8, n.2, p.285-303, 2018.

SAKAI, A.;ALLENDORF, F.; HOLT, J.; LODGE, D.; MOLOFSKY, J.; WITH, K.; BAUGHMAN, S.; CABIN, R.; COHEN, J.; ELLSTRAND, N.; MCCAULEY, D.; O’NEIL P.; PARKER, I.; THOMPSON,J. & WELLER, S. The Population biology of invasive species. Annual Review of Ecology, Evolution and Systematics., v. 32, p. 305–332, 2001.

VALLINI, M. Which caliber for a perfect wild boar driven hunt? Browning International S.A. Disponível em: https://browning.eu/blog/which-calibre-for-a-perfect-wild-boar-driven-hunt.html#:~:text=308%20Winchester%2C%20.,such%20as%20Browning%20and%20Winchester.

WILD BOAR: SHOOTING. England & Wales best practice guide 2010. Disponível em: https://www.wild-boar.org.uk/pdf/WildBoar_shooting.pdf

Published

2024-03-25

How to Cite

Coelho, W. M. D., & Ohf, J. H. (2024). Análise do poder de penetração de diferentes projéteis de armas de fogo na região anatômica do arco costal de javalis endêmicos do noroeste do estado de São Paulo. Brazilian Journal of Technology, 7(1), 164–174. https://doi.org/10.38152/bjtv7n1-010

Issue

Section

Original articles